top of page

GDSun projeta aumento de capacidade instalada para 220 MWp até 2023

Atualizado: 19 de out. de 2022

Atualmente são 41 usinas e esse número deve saltar para 82 que estarão distribuídas por 12 estados até 2023


A GDSun anuncia a captação de R$ 325 milhões em debêntures com coordenação do Itaú BBA. Essa nova captação soma-se aos aportes realizados anteriormente pelo fundo gerido pela Franklin Templeton Alternatives e Servtec Energia, que juntos chegam ao valor de R$ 1 bilhão de capital investido desde 2020. Com o novo investimento, a empresa projeta um aumento da capacidade instalada para 220 MWp até 2023.


Atualmente, a GDSun está presente em nove estados e oferece capacidade instalada operacional de 104MWp. Para o CEO da GDSun, Arthur Sousa, a mais recente captação representa uma nova etapa de expansão dos negócios e uma oportunidade de reforçar a expertise da empresa no setor. “É com muita satisfação que anunciamos esse novo investimento e essa captação vai permitir que possamos expandir ainda mais a nossa capilaridade pelo país”, disse.


A estratégia de negócios da geradora utiliza usinas operacionais próprias. Atualmente são 41 usinas e esse número deve saltar para 82 que estarão distribuídas por 12 estados até 2023. A empresa vem dobrando de tamanho a cada ano, em 2021 a capacidade instalada era de 50MWp que passou para 104MWp em 2022, hoje a companhia estima que em dois anos alcançará a capacidade de 440MWp.


“Queremos nos tornar um dos principais parceiros para a transição da matriz energética de grandes companhias brasileiras. Nossa missão é continuar levando energia limpa e sustentável para um número cada vez maior de empresas, e investimos em nossa grande capacidade de entrega para oferecer isso de forma segura e confiável”, ressaltou Arthur Sousa.



bottom of page