top of page




















A integração das estratégias empresariais com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) das Nações Unidas é uma iniciativa global fundamental para promover a responsabilidade social e a sustentabilidade no mundo. Com base nos pilares Ambiental, Social e de Governança, focamos em oito ODS prioritários da nossa cadeia de valor, que orientam nossos programas e ações  de mitigação das mudanças climáticas, promoção da equidade social, respeito ao meio ambiente, segurança e saúde dos nossos colaboradores e  das boas práticas de governança:

 

Saúde e Bem-Estar (ODS 3): garantir uma vida saudável e promover o bem-estar para todas as idades.


Educação de Qualidade (ODS 4): promover a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e oportunidades de aprendizado ao longo da vida.

 

Água Potável e Saneamento (ODS 6): assegurar a disponibilidade e a gestão sustentável da água e saneamento para todos.


Energia Limpa e Acessível (ODS 7): assegurar o acesso a fontes de energia acessíveis, confiáveis, sustentáveis e modernas para todos.


Trabalho Decente e Crescimento Econômico (ODS 8): promover o crescimento econômico sustentável, o emprego pleno e produtivo, e o trabalho decente para todos.


Consumo e Produção Responsáveis (ODS 12): promover padrões de consumo e produção sustentáveis.


Ação Contra a Mudança Global do Clima (ODS 13): tomar medidas urgentes para combater as mudanças climáticas e seus impactos.


Vida Terrestre (OD 15): proteger, restaurar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres.

 

Esses objetivos estão refletidos em nossa Política de Sustentabilidade e criam valor, fortalecendo a confiança de consumidores, investidores e comunidades.


Como signatários do Pacto Global da ONU – Rede Brasil, temos o compromisso de contribuir para a transição energética de nossos clientes por meio de modelos criativos e sustentáveis de geração distribuída, promovendo o crescimento e a democratização da energia solar em todo o Brasil.


Nós, na GDSUN, conduzimos nossas atividades com cuidado constante nos ambientes onde operamos. Utilizamos os mais avançados recursos tecnológicos na instalação, manutenção e em todo o ciclo de operação das usinas, não nos limitando à eficiência operacional, mas adotando as melhores práticas que resultem no menor impacto possível aos ecossistemas no entorno das nossas usinas. 

 

Foi nesse contexto que conhecemos o projeto “Corredores de Vida”. Desenvolvido pelo Instituto de Pesquisas Ecológicas (Ipê), o projeto atua no Pontal do Paranapanema, no oeste paulista, uma região extremamente afetada pela devastação durante décadas. Com um programa chamado “Nascentes”, são desenvolvidos corredores ecológicos sustentados pelo tripé Clima, Comunidade e Biodiversidade, como explica o engenheiro florestal Laury Cullen, responsável pelo projeto:

 

“Cada hectare plantado são 2 mil árvores, isso faz uma diferença excepcional para os nossos objetivos. Toda área implantada é produzida em viveiros de base comunitária, temos 15 viveiros que produzem 6 milhões de mudas por ano, isso tem um forte componente na geração de renda, qualidade de vida e segurança alimentar para a comunidade. E, em relação à biodiversidade, as florestas plantadas ajudam a sobrevivência de muitas espécies ameaçadas”.

 

Em três anos, foram reflorestados aproximadamente 4.000 hectares em corredores ecológicos e plantadas 7 milhões de árvores dentro do mapa de áreas prioritárias para a conservação da Mata Atlântica regional. A meta é restaurar 60.000 hectares até 2040.

 

Ao participar do projeto “Corredores de Vida” materializamos o comprometimento que temos com o  desenvolvimento sustentável.  Esperamos inspirar outras  empresas a colaborarem  efetivamente para  o alcance de seus  objetivos ambientais e sociais de longo prazo.

Inédita no setor de Geração Distribuída, internalização de equipes já está em vigor nas 67 usinas da empresa em 17 estados do país


São Paulo, junho de 2024 –  A GDSUN, empresa reconhecida no setor de Geração Distribuída de energia solar no Brasil, anuncia uma transformação significativa em sua estratégia operacional com a internalização completa das operações e manutenção de suas usinas. Esta iniciativa inovadora já está em vigor nas 67 usinas da empresa, no total de 172,2 MWp, distribuídas por 17 estados, em todas as regiões do país,  estabelecendo um novo padrão de eficiência e qualidade no setor.


No segundo semestre de 2023, foram identificados desafios importantes na terceirização da mão de obra da operação e manutenção das usinas, especialmente relacionados aos custos e à qualidade. Com 50 ativos em operação, na ocasião, e uma projeção de crescimento para 70 usinas a empresa iniciou a busca por uma solução mais viável. Os objetivos eram não apenas aprimorar o atendimento e os resultados para os clientes, mas também fortalecer a competitividade da empresa no setor de geração distribuída de energia.


Ao adotar essa medida, a GDSUN se destaca como pioneira na internalização da manutenção de ativos de geração distribuída no Brasil, um processo cuidadosamente planejado e executado em quatro fases, de dezembro de 2023 a março de 2024. Durante esse período, foram contratados 80 profissionais, entre técnicos e mantenedores, o que representou um marco importante no desenvolvimento das competências internas da empresa, envolvendo várias lideranças desde as áreas de Recursos Humanos e Segurança do Trabalho, Procurement, Jurídico e outras. O quadro de colaboradores da empresa cresceu 91%, entre 2023 e 2024, demonstrando o compromisso da companhia com a expansão e aprimoramento de sua capacidade operacional.


Além disso, foram realizados investimentos significativos na aquisição de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), bem como em benefícios e treinamentos contínuos para os colaboradores. Os resultados alcançados até o momento e as projeções futuras são promissores, com estudos indicando um potencial de economia operacional entre 25% e 30%.


A GDSUN reforçou seu compromisso com a responsabilidade social e a sustentabilidade, garantindo o controle sobre a segurança do trabalho e o cumprimento das normas trabalhistas. A internalização das operações resultou também na manutenção de empregos locais e no desenvolvimento profissional dos colaboradores. “A internalização  não só melhorou a eficiência operacional da GDSUN, mas também trouxe uma melhoria significativa na qualidade de vida dos nossos colaboradores. Estamos comprometidos em continuar inovando e proporcionando um ambiente de trabalho seguro e produtivo”, destacou Danilo Barros, Diretor de Operações da empresa.

Com esse compromisso renovado, a GDSUN estabelece um novo padrão de excelência no setor de Geração Distribuída no Brasil, reafirmando seu compromisso com a responsabilidade social e a sustentabilidade.


Sobre a GDSUN


A GDSUN é uma subsidiária integral do Franklin Servtec Energia FIP, fundo de investimentos privado, dedicado ao setor de geração de energia no Brasil que teve início em 2017. O Fundo é cogerido pela Franklin Templeton Alternatives (anteriormente Darby) e pela Servtec Energia, ambas com track records de sucesso no setor de geração de energia.

O Fundo combina a experiência na gestão de recursos de terceiros e gestão de negócios da Franklin com a experiência na gestão de projetos e o conhecimento técnico da Servtec Energia.


Desde 2020, a GDSUN atua em todo o processo de desenvolvimento, construção, operação e manutenção de plantas de energia solar que operam no mercado cativo, dentro dos limites de minigeração distribuída, participando do sistema de compensação de créditos.

bottom of page